Algo está acontecendo nas Américas!

Eis que, uma ilha no Caribe, há quase cinqüenta anos, põe as “manguinhas de fora” Erradica o analfabetismo, dá total educação ao seu povo, saúde, habitação e alimentação.

E, faz isso, contrapondo-se ao manda chuva do Norte.

Eis que um país cheio de Petróleo, e que sempre foi entreguista exatamente como o Brasil, proclama: “ALCA, al caracho!” Chama o senhor do Norte de imperialista. E em dois anos erradicou o analfabetismo.

Eis que um país sem fronteiras para o mar, habitado quase que totalmente por índios, levanta-se e grita: “O petróleo é nosso!”.
Quando é que o gigante adormecido em berço esplêndido, com um terço de sua população no limiar da miséria, vai engatinhar e ensaiar os seus primeiros passos?
Se houver a guerra eu no fundo não lutaria pelo “brasil”,na verdade não existe não,o que existe e linha imaginaria na cabeça do povo.lutaria sim
contra os tiranos.
A GRANDE MENTIRA!
“SOMOS UMA NAÇÃO PACÍFICA”
Esse é o chamado dos Estados Unidos da América, a nação mais livre do mundo…
A GRANDE MENTIRA!
Uma nação constituída sobre valores fundamentais, que rejeita o ódio, rejeita a violência, rejeita os assassinos, rejeita o mal e não descansaremos…
Declaração do Pres. Bush ao anunciar a invasão do Afeganistão.
COMPARANDO-SE OS TRECHOS DA FRASE COM A REALIDADE VERIFICAMOS TOTAL IRRESPONSABILIDADE E CINISMO REVOLTANTE.
1º – “SOMOS UMA NAÇÃO PACÍFICA”
PROMOVEU 178 GUERRAS OU INVASÕES, 90% DOS CONFLITOS MUNDIAIS.
POSSUI BASES MILITARES EM 130 PAÍSES.
INCENTIVOU 11 GUERRAS NA ÁFRICA COM MORTE DE 7 MILHÕES E MAIS 7 MILHÕES DE FOME FORNECEU ARMAS A 50 PAÍSES
.
2º – “REJEITA OS ASSASSINOS”
ELIMINARAM:

3.200.000 PESSOAS NO VIETNÃ; 2.000.000 EM ANGOLA; 1.000.000 NA INDONÉSIA; 1.000.000 EM MOÇAMBIQUE; 500.000 NO LAOS; 500.000 NO CAMBOJA; 300.000 NO TIMOR OESTE; 200.000 NA GUATEMALA; 80.000 EM EL SALVADOR.

3º – “REJEITA A VIOLÊNCIA”
USOU TODAS AS ARMAS DE DESTRUIÇÃO EM MASSA EXISTENTES APÓS A 2ª GUERRA MUNDIAL INVADIU OU BOMBARDEOU:

CORÉIA, CUBA, GUATEMALA, VIETNÃ, CAMBOJA, LAOS, GRANADA, LÍBIA, EL SALVADOR, NICARÁGUA, PANAMÁ, SOMALIA, SUDÃO, IUGOSLÁVIA, PAQUISTÃO, AFEGANISTÃO, IRAQUE

PROMOVEU GUERRAS MERCENÁRIAS CONTRA GOVERNOS POPULARES E PROGRESSISTAS EM:

ANGOLA, MOÇAMBIQUE, ETIÓPIA, IÊMEN DO SUL, NICARÁGUA, CAMBOJA, TIMOR ORIENTAL. SUBSTITUIU GOVERNOS DEMOCRÁTICOS POR DITADURAS NA: GUATEMALA, REPÚBLICA DOMINICANA, URUGUAI, CHILE, GRÉCIA, ARGENTINA, INDONÉSIA, BOLÍVIA.

EM VÁRIOS PAÍSES ASSASSINARAM PRESIDENTES DEMOCRÁTICOS PARA SUBSTITUÍREM POR DITADORES CORRUPTOS E SANGUINÁRIOS QUE ENTREGASSEM OS RECURSOS POR PROPINAS.
4º – “REJEITA O ÓDIO” IMPUSERAM SANÇÕES ECONÔMICAS:
I) À CUBA – HÁ 40 ANOS, A ONU JÁ DETERMINOU A SUSPENSÃO 20 VEZES. O ÓDIO NÃO PERMITE ACABAR;
II) AO VIETNÃ – POR VINGANÇA PELA ESTRONDOSA DERROTA;
III) AO IRAQUE – COM MORTE DE 1.500.000 HABITANTES DE FOME E FALTA DE MEDICAMENTOS (ATÉ INSULINA), SENDO 500.000 CRIANÇAS.
SOLICITA A SOLIDARIEDADE MUNDIAL PARA TERMINAR O TERRORISMO QUE MATOU 1.934 AMERICANOS.
É SIMPLESMENTE RIDÍCULO E ATÉ HILARIANTE.
5º – “NAÇÃO CONSTITUÍDA SOBRE VALORES FUNDAMENTAIS”
OS VALORES FORAM SEMPRE OS MAIS VIS. A POSSE PELO CONFISCO DAS NAÇÕES FORÇARAM PELO ARMISTÍCIO, IMPOSTO AO MÉXICO; A POSSE DA METADE DO TERRITÓRIO CONSTITUÍDO ATUALMENTE PELA CALIFÓRNIA, NOVO MÉXICO, TEXAS, ARIZONA, NEVADA, UTAH, PARTE DO COLORADO, KANSAS E OKLAHOMA.
INÍCIO DE PILHAGENS QUE PERMITIRAM ACUMULAR 50% DAS RIQUEZAS MUNDIAIS, DISSEMINANDO MISÉRIA E FOME.
6º – “NÃO DESCANSAREMOS”
INTENSIFICAM OS PREPARATIVOS PARA NOVAS GUERRAS, NOVOS CONFISCOS, SEMPRE ÁVIDOS DE MAIS RIQUEZAS.
O ORÇAMENTO MILITAR É MAIOR QUE A SOMA DA MESMA FINALIDADE DE TODOS OS PAÍSES SÃO PRINCIPALMENTE NOVAS ARMAS COMO A SUBSTITUIÇÃO DAS BOMBAS DE 200 A 500 QUILOS PELA DE 10.000 QUILOS OU AS BOMBAS DE URÂNIO DECAÍDO.
O Presidente Bush que recebeu do antecessor superávit de US$ 127 Bilhões de Dólares, em quatro anos transformou em déficit de US$ 307 bilhões prevendo-se para 2008 1 Trilhão.
EM 2005 TERÁ DE FINANCIAR DÍVIDA PÚBLICA DE US$ 4 TRILHÕES E A DÍVIDA EXTERNA DE US$ 2 TRILHÕES. A NAÇÃO DEFICITÁRIA, QUE AUMENTA O ORÇAMENTO DA DEFESA DE US$ 363 BILHÕES PARA US$ 379 BILHÕES PARA COMPRA DE ARMAMENTO TEM INTENÇÃO DE USÁ-LOS.
REPETINDO:
“NÃO DESCANSAREMOS”
AS PRÓXIMAS VÍTIMAS SERÃO OS PAÍSES DA AMÉRICA DO SUL COM A INVASÃO DE TODA A AMAZÔNIA, PANTANAL E CERRADO.
É A REGIÃO MAIS RICA E DE MAIOR POTENCIAL ECONÔMICO QUE EXISTE, (DETALHES ADIANTE).
PODEMOS AFIRMAR: HAVERÁ INVASÃO, SÓ FALTA DETERMINAR A DATA.
A CERTEZA É EM DECORRÊNCIA DO:
1º) PREPARO PSICOLÓGICO DOS LÍDERES;
2º) PREPARO PSICOLÓGICO DO PÚBLICO;
3º) PREPARO PSICOLÓGICO DOS JOVENS E CRIANÇAS;
4º) PREPARO MILITAR;
5º) POTENCIAL MILITAR.
1º – PREPARO PSICOLÓGICO DOS LÍDERES
De longa data os Estados Unidos pretendem dominar a Amazônia e impedem todas as possibilidades de sua exploração. Desejam que todas as riquezas permaneçam intactas e as populações na mais extrema miséria.
Na Conferência de Haia, em 1989, os franceses afirmaram que os detentores das florestas tropicais úmidas devem compreender que a sua posse é relativa.
O Parlamento Europeu, em 1989, tentou impedir a realização do projeto Carajás para evitar a exploração dos minérios da região.
Numa incrível intromissão o presidente George Bush impediu que os japoneses construíssem rodovia ligando a Amazônia ao Peru para escoamento dos produtos para o Pacifico alegando que causaria danos irreparáveis à Floresta Amazônica. O Senador Al Gore denominou a estrada de “CATÁSTROFE PRONTA PARA ACONTECER”.
É um absurdo que a vontade dos “DONOS DO MUNDO” seja obedecida mesmo com prejuízos para o país.
O MESMO AL GORE AFIRMOU:
“A Amazônia é um patrimônio da humanidade e não dos países que a ocupam”.
O Senador Robert Kasten visitou a Amazônia e enfatizou a importância de proteção da “NOSSA AMAZÔNIA”.
Em 2001, foi publicado relatório denominado “Tendências Globais” do “Serviço de Inteligência” dos Estados Unidos, expondo as questões ambientais da próxima década: a disponibilidade de água que se tornará escassa para a metade da humanidade, mudanças climáticas, desastres “naturais” que afetarão a produção de alimentos e que afetarão a segurança dos Estados Unidos e a política que deverá afetar o mundo, inclusive o Brasil.
Os dois atuais candidatos à Casa Branca sugerem que as reservas florestais do mundo poderão ser trocadas pelas dividas.
OS PRINCIPAIS LÍDERES DECLARAM AS SUAS INTENÇÕES DA MANEIRA MAIS EVIDENTE COMO:
WARREN CHRISTOPHER – SECRETÁRIO DE DEFESA DOS EUA:
“A LIDERANÇA DOS ESTADOS UNIDOS EXIGE QUE APOIEMOS A DIPLOMACIA COM A AMEAÇA DA FORÇA”.
AL GORE – VICE-PRES. DOS EUA:
“ACABOU A FASE DE CONTEMPORIZAÇÃO. AGORA É A VEZ DA AÇÃO MILITAR, POIS OS PAÍSES QUE TÊM A AMAZÔNIA, DELA NÃO SABEM CUIDAR”.
HENRY KISSINGER – EX-SECRETÁRIO DE ESTADO AMERICANO:
“OS PAÍSES INDUSTRIALIZADOS NÃO PODERÃO VIVER DA MANEIRA COMO EXISTIRAM ATÉ HOJE, SE NÃO TIVEREM A SUA DISPOSIÇÃO OS RECURSOS NATURAIS NÃO RENOVÁVEIS DO PLANETA. TERÃO QUE MONTAR UM SISTEMA DE PRESSÕES E CONSTRANGIMENTOS GARANTIDORES DA CONSECUÇÃO DE SEUS INTENTOS”.
“A AMAZÔNIA É UM PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE. A POSSE DESSA IMENSA ÁREA PELOS PAÍSES MENCIONADOS (BRASIL, VENEZUELA, COLÔMBIA, PERU E EQUADOR) É MERAMENTE CIRCUNSTANCIAL”.
GRUPO DOS CEM – CIDADE DO MÉXICO – 1989.
“SÓ A INTERNACIONALIZAÇÃO PODE SALVAR A AMAZÔNIA”.
ROBERT MCNAMARA – EX-MINISTRO DA DEFESA.
“NÃO DEVEMOS PERMITIR QUE SURJA, AO SUL DO EQUADOR, MAIS UM TIGRE ASIÁTICO”.
JOHN F. DULLES – SECRETÁRIO DE ESTADO – 1950
“OS ESTADOS UNIDOS NÃO TEM AMIGOS, MAS INTERESSES”.
Segundo o ex-ministro da Marinha, Almirante Maximiliano da Fonseca, “São freqüentes as professoras das escolas públicas, que defendem a invasão da Amazônia como inevitável e que virá mais cedo ou mais tarde”.
ESTÁ COMPROVADA A INTENÇÃO DE IMPEDIR A UTILIZAÇÃO DO IMENSO POTENCIAL ECONÔMICO DA AMAZÔNIA PARA FACILITAR A INVASÃO DEMONSTRADA: PELA AÇÃO DO SENADO, CÂMARA DOS DEPUTADOS, SECRETÁRIO DO TESOURO AMERICANO, PARA IMPEDIR EMPRÉSTIMOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO.
HÁ PRESSÃO PARA CRIAÇÃO DE GRANDES RESERVAS INDÍGENAS ONDE EXISTEM JAZIDAS MINERAIS.
2º – PREPARO PSICOLÓGICO DO PÚBLICO
A opinião pública pode ser orientada e até dirigida pelo noticiário repetido e intenso. Modificam e moldam as mentes, removem dúvidas, geram os pensamentos com notícias manipuladoras e distorcidas, com técnicas psicológicas adequadas.
Na América do Norte, todo o noticiário jornais, TV, revistas têm a mesma orientação, moldam a maioria para a conquista de qualquer forma de riqueza inclusive pela força, invadindo, trocando dirigentes até pelo assassinato, o fundamental é conseguir as riquezas.
Formaram megacompanhias que fornecem as mesmas notícias, a mesma orientação política, social e econômica de interesse da sua comunidade.
Nas telecomunicações o domínio é do conglomerado Walt Disney Company com 10 estações de TV, 225 estações afiliadas com 1.4 milhões de assinantes; 11 estações de rádio AM e 10 FM com 3.400 estações afiliadas.
PRESIDENTE ADMINISTRATIVO – MICHAEL EISNER
Segundo maior conglomerado – TIME WARNER IMC – Maior rede de TV a cabo, maior editora de revistas, produção de vídeo.
PRESIDENTE – DIRETOR ADMINISTRATIVO – GERALD M. LEVIN –
Terceiro maior conglomerado – VIACOM IMC – possui 12 estações de TV e 12 estações de rádio. Distribui programas a cabo para 71 países em 210 milhões de residências.
DIRETOR – SUMMER REDSTONE NASCIDO MURRAY ROTHSTEIN – JUDEU
NEW CORPORATION – SUPERVISOR PETER CHERNIN –
SONY CORPORATION – ADMINISTRADOR MICHAEL SCHULHOF –
1º – NOTICIÁRIO JORNALÍSTICO
OS PRINCIPAIS JORNAIS SÃO:
NEW YORK TIMES;
WALL STREET JOURNAL;
WASHINGTON POST.
Tiragem diária 60 milhões de exemplares definem as tendências para os outros jornais.
Os três dominam o noticiário financeiro e político dos Estados Unidos, são dirigidos por JUDEUS.
CONFORME RELATA HENRI FORD:
“Escravizam os povos”, fazem o que lhes convém.
FORMARÃO A OPINIÃO PÚBLICA PARA INVASÃO DA AMAZÔNIA PELA QUANTIDADE DE OURO QUE PODERÃO USURPAR.

Os maiores banqueiros, os donos das grandes companhias que financiam as campanhas presidenciais –. São eles que mandam e dirigem a opinião pública, o sistema financeiro e determinam as ações do Governo.

 “Resta-nos então conhecer o importante motivo que leva os Estados Unidos a agir sistematicamente a favor de Israel, contrariando, vilipendiando e passando por cima dos votos e opiniões dos demais países da ONU, como se nem existissem, usando o poder do veto ou boicote”.

 O real, principal motivo, não é difícil de encontrar quando examinamos a quantidade de judeus existentes nos EUA, número bem maior que em Israel, a ponto de New York (Nova York) ser conhecida como Jew York (York judaica); ao fato de dominarem seu comércio, sua indústria, suas finanças, o cinema, a TV, a imprensa escrita e falada, as agências de noticias, enfim a própria mente americana”.

 Trecho do livro “COMO SE ENGANA A HUMANIDADE – RENÊ BOURDON D´ALBUQUERQUE

 Editora CÉU E TERRA – pág. 13.

 Do mesmo livro – pág. 14.

 Palavras do Ministro ARIEL SHARON durante reunião do Gabinete Israelense.

 “Toda vez que fizemos algo, vocês me contam que a América vai fazer isso ou aquilo… Eu quero lhes dizer algo bem claro: Não se preocupam a respeito de pressões americanas contra Israel. Nós, o povo judeu, CONTROLAMOS A AMÉRICA, e os americanos sabem disso”.  

3º – PREPARO PSICOLÓGICO DOS JOVENS

 Começa no mais alto nível, a eminente HARVARD, onde o intelectual Juan Enriquez defende o desmembramento da Amazônia.

 Nos livros didáticos utilizados na “Junior High School” (equivalente a 6ª série do 1º grau brasileiro) a “INTRODUÇÃO A GEOGRAFIA”, do autor David Norman apresenta o mapa anexo da Amazônia de todos os países, parte do pantanal e cerrado como a “PRIMEIRA RESERVA INTERNACIONAL DA FLORESTA AMAZÔNICA” tem até a sigla (PRINFA) e o Brasil seria a partir do Nordeste.

 Fonte FT: http://www.amazoniasitiada.hpg.ig.com.br/Mapa_Amaz.jpg

A TRADUÇÃO DO TEXTO É UM CÍNICO INSULTO AOS BRASILEIROS:  

“Desde meados dos anos 80 a mais importante floresta do mundo passou a ser responsabilidade dos Estados Unidos e das Nações Unidas. É chamada PRINFA (A PRIMEIRA RESERVA INTERNACIONAL DA FLORESTA AMAZÔNICA), e sua fundação se deu pelo fato de a Amazônia estar localizada na América do Sul, uma das regiões mais pobres do mundo e cercada por países irresponsáveis, cruéis e autoritários. Fazia parte de oito países diferentes e estranhos, os quais, em sua maioria, são reinos da violência, do trafego de drogas, da ignorância e de um povo sem inteligência e primitivo. A criação da PRINFA foi apoiada por todas as nações do G-23 e foi realmente uma missão para nosso país e um presente para o mundo todo, visto que a posse destas terras tão valiosa nas mãos de povos e países tão primitivos condenaria os pulmões do mundo ao desaparecimento e à total destruição em poucos anos”.

A Revista VELA em número especial “AMAZÔNIA” confirmou com o mapa separando as duas regiões, com dados estatísticos.

 Fonte FT: http://www.oquintopoder.com.br/imagem/soberania/mapa4b.jpg

 O mais intenso preparo psicológico é com as crianças, havendo revistinhas em quadrinhos – “LIBERTY e MARSHALL LAW” sobre a proteção da Amazônia. Os heróis “Robocop” e “Homem Aranha” representaram em seriados os defensores das florestas da destruição pelos madeireiros.

 

Os agricultores americanos Douglas Feeral e Howard Wright, que indevidamente se instalaram em Querência estão desmatando para plantar soja. Deveriam ser impedidos porque em pouco tempo acontecerá o que se observa nas indústrias eliminarão os vizinhos para formarem imensas propriedades.

JUSTIFICATIVA PARA INVASÃO  

Baseado no seu poderio econômico e militar, os Estados Unidos estabeleceram o AUTORITARISMO TOTAL – TORNOU-SE O DITADOR SUPREMO QUANDO INSTITUIU A “ESTRATÉGIA DA SEGURANÇA NACIONAL”.  

A finalidade é ter o direito de invadir qualquer país, substituir os governos que não pactuarem com suas determinações, controlar as armas porque ninguém pode possuir as de destruição em massa para sua defesa.  

Não obedecem a nenhum tratado (Convenção de Genebra – Direitos dos Prisioneiros) ONU (Determinou 20 vezes, sem resultado a suspensão do Bloqueio Econômico de Cuba).

 Quando os preparativos em andamento terminarem, qualquer desculpa ou mesmo sem nenhuma, será suficiente para a INVASÃO DA AMAZÔNIA.

 Será iniciada com intenso bombardeio aéreo com destruição das instalações e bases militares, industrias, destilarias de petróleo, abastecimento de água, portos, enfim toda estrutura econômica. Serão usadas às modernas bombas de 10.000 quilos, as de urânio esgotado, mísseis teleguiados, para provocar pânico e pavor.

 

As tropas invadirão a partir da fronteira com a Venezuela, juntando-se aos índios ianomâmis para guerra na selva, paraquedistas para tomar Manaus e aguardar a frota com abastecimentos e tropas.

4º – PREPARO MILITAR

 

Nos Estados Unidos a prioridade máxima é manter sob a proteção do Governo à imensa indústria bélica, com inovações e aperfeiçoamentos mantendo grande contingente de pesquisadores e mão-de-obra, acarretando despesas fabulosas. A imensa quantidade de material bélico precisa ser utilizado, sendo indispensável fomentar guerrilhas e invasões para vendê-las.

 

Mantém bases militares em todos os continentes, sendo que na América do Sul estão se posicionando em torno do Brasil, conforme indica este mapa.

São localizadas em:
Cuba – Guantánamo;
Honduras – Soto de Caño;
Porto Rico – Vieques;
Curaçao – Hano;
Aruba – Beatrix;
Equador – Manta;
Colômbia – Três Esquinas e Letícia;
Peru – Iquitos.
As bases de Manta, Rainha Beatrix e Hato são as mais importantes, com aproximadamente 1000 soldados, caças F-16, aviões Awacs, aviões espiões e de transporte.
Treinam tropas especiais nos pântanos da Flórida, do Panamá e na floresta da nova base na Argentina, na província de Missiones, a 1300 Km de Buenos Aires passando a constituir preocupação para o futuro, porque invadirão para se unir as do desembarque no litoral do Brasil.
Instalaram na Colômbia (PLANO COLÔMBIA), 100 mil soldados com a suposta missão de combater o narcotráfico. Para eliminar a fabricação da cocaína não precisa tanto aparato bélico. Seria muito mais eficiente impedir que as grandes organizações de produtos químicos fornecessem as substâncias necessárias a sua obtenção a partir das folhas de coca.
A importação de produtos químicos representam 40% da importação da Colômbia.
Estão envolvidas enormes quantias e existem suspeitos que as Bolsas de Valores Americanas sirvam para lavagem de dinheiro.
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tentou firmar acordo absurdo, que permitiria a instalação de Base Militar Americana no Centro de Lançamentos de Alcântara.
Ocupariam imensa área de 62 mil hectares com autonomia total, transformando-a em território americano com cláusulas que destruiriam a nossa independência, como:
1º) Os Estados Unidos determinariam os países que poderiam utilizar o “Centro de Lançamentos” de acordo com seus critérios diplomáticos;
2º) Delimitação de áreas restritas, sendo que o acesso a elas seria controlado por pessoas autorizadas pelo Governo dos Estados Unidos;
3º) Livre acesso para os oficiais norte-americanos. Que o Governo brasileiro seria proibido de inspecionar o conteúdo de materiais recebidos ou enviados pelos EUA.
Seria uma grande base militar num ponto estratégico do país.
5º – PREPARO BÉLICO
RESUMO
A América do Norte exigiu que as Nações da América do Sul declarassem o potencial bélico existente, a fabricação e a compra, para evitar corrida armamentista.
Foi subterfúgio para conhecer segredos que deveriam ser absolutos porque só interessa a nação que pretende usurpar a metade do nosso território.
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que aceitou todas as imposições americanas concordou com a mais prejudicial ao país.
FICARAM COMO TUTORES. TEREMOS QUE PEDIR APROVAÇÃO.
Não permitiram que o Brasil adquirisse 12 aviões russos “Sukhoi-35”, o melhor existente, com raio de ação de 1.500 Km, atuando como avião de caça e bombardeio, com capacidade de 8 toneladas de armamentos.
A empresa ofereceu a transferência de tecnologia de manutenção, que não existia nos concorrentes, com instalação de “Centro de Manutenção e Apoio Logístico”, com repasse da fabricação dos mísseis para a nossa Companhia “AVIBRÁS”, permitiriam o desenvolvimento de projetos brasileiros no “Túnel de Moscou”. Além de ser o avião mais barato, fariam a importação de 2 bilhões de dólares em produtos brasileiros.
OS NOSSOS TUTORES ENVIARAM O SECRETÁRIO DO TESOURO AMERICANO, PAUL O´NEIL que determinou que o Departamento de Defesa não permitiria que a FAB possuísse aviões russos.
Aceitariam o “GRIPEN”, avião deficiente, mais caro, com componentes americanos, sem repasse da tecnologia da manutenção.
A compra dos aviões russos apesar das vantagens não foi realizada.
Precisamos refazer e aumentar o armamento das Forças Armadas sem satisfação ao tratado que nos foi imposto.
Os Estados Unidos estabeleceram a “ESTRATÉGIA DA SEGURANÇA NACIONAL” tendo como finalidade executar somente o que convém ao país, sem atender a nenhuma Convenção, Tratado, Leis e nem as determinações da ONU.
Faremos o mesmo, não aceitaremos nenhum TRATADO PREJUDICIAL AO PAÍS.
Para impor as suas det
erminações, invadir e usurpar as riquezas das nações é indispensável ter poderio militar inconteste com 150 bases militares em todos os continentes, para a grande esquadra constituída por 13 porta-aviões com tripulação aproximada de 5000 combatentes com 75 aviões em cada porta-aviões e escoltado por frota de 12 navios, sendo dois cruzadores. 3 a 4 destróieres, fragatas, caça-minas, submarinos, três a quatro navios anfíbios e 2500 marines.
A Nau Capitãnea e o porta-avião Nuclear Theodore Roosevelt com 332 metros de comprimento e velocidade de 55 quilômetros/hora, possui 68 aviões de caça, bombardeio e radar.
Todos os navios de escolta podem lançar mísseis Tomahawk.
Veja o poderio aero-naval dos imperialistas:  http://www.defesabr.com/MB/naes_EUA.htm
Os principais aviões são: Invisível B-2: absorve as ondas de radar, não são detectados; caça F-117: também absorve as ondas de radar; Predador: avião sem tripulantes; aviões de transporte; helicópteros.
Míssil Tomahawk – voam a baixa altitude 15 a 100 metros, o que dificulta a localização pelo radar, tendo sistema para evitar obstáculos, velocidade de cruzeiro 880 Km/hora, transportam 500 quilos de explosivos e atinge a alvo guiado por satélite.
O urânio em a natureza tem uma série de isótopos. Os principais são U-235 e U-238. O U-238 não era usado, era lixo radioativo e descartado.
Usado como projétil atinge o alvo mais longe, com mais força e pega fogo no impacto, cria nuvem de óxido de urânio que respirado ou tocado envenena provocando câncer, leucemia, lesões hepáticas e defeitos congênitos.
É arma ilegal havendo Campanha para bani-los.
MÃE DE TODAS AS BOMBAS
Pesa 10 toneladas é a bomba mais destruidora após a atômica, arrasa grandes áreas.
Várias outras armas foram desenvolvidas.
DEFESA DA AMAZÔNIA
Detalhes no Folheto 7 – DEFESA DA AMAZÔNIA.
Precisamos de preparo psicológico intenso da população, principalmente dos jovens e crianças para uma guerra prolongada baseada na Guerrilha.
A primeira iniciativa de defesa, aliás, eficiente, será o boicote a todos os produtos e estabelecimentos americanos – Coca-Cola, Pepsi, Mc Donald´s, postos de gasolina (Texaco, Shell etc., Bancos – HSBC, City Bank, etc), trocar as transações comerciais para euros, diminuir o poder econômico, base do poder militar (detalhes prospecto 3). Se houver noticiário mais intenso da intenção de invasão, expulsar ou confinar os americanos, principalmente os “pseudo-missionários” e caçar o direito de funcionamento de todas as instalações americanas.
Ficará vetado qualquer localização em nosso território.
Mobilizar os jovens e as crianças do país, principalmente de toda a região cobiçada para formarem a “LEGIÃO PLÁCIDO DE CASTRO”, nome do herói que comandou a resistência dos seringueiros e que possibilitou a incorporação do ACRE ao nosso território.
Seriam organizadas em:
CATEGORIA A – de 11 a 15 anos;
CATEGORIA B – de 16 a 20 anos;
CATEGORIA C – Mais de 20 anos.
Para ambos os sexos, seria preparo pré-militar com noções de espionagem, transmissão de mensagens, produção de alimentos para os soldados da selva, primeiros socorros, conferências e palestras educativas, combate às drogas, noções sobre agricultura, alfabetização.
Os jovens da categoria C de toda a região passariam os fins de semana nas cidades mais próximas, durante 6 meses a 1 ano com preparativos militares aprendendo – sobrevivência nas selvas, manejo de fuzil, metralhadoras, foguetes, morteiros, explosivos, etc., noções básicas que os sorteados aperfeiçoariam e seriam os líderes locais.
Precisamos concentrar na região o maior número possível de unidades do Exército, para organizar o eficiente sistema de GUERRILHAS.
Demonstrar que a resistência será intensa, prolongada, com perdas humanas idênticas ao Vietnã para evitar a invasão. O Gen. Carlos de Meira Matos aconselha a DISSUASÃO ESTRATÉGICA à formação de uma grande organização bélica, com elevada quantidade de tropas e material, demonstrando a disposição de resistir com tropas de elite especializadas em GUERRILHAS em todo o vasto território. A invasão prolongada e dispendiosa e a possibilidade de muitas baixas tornarão a operação inviável.
O Exército da Amazônia pertence a 12ª Região Militar constituído:
1. Em Manaus – Comando Militar, Centro de Instrução, Batalhão de Infantaria da Selva, Centro de Embarcações, Colégio Militar;
2. Em Belém – Base Naval Val-Del-Cães, Batalhão de Infantaria da Selva.
Em numerosas Cidades e Postos de Fronteira existem Batalhões e Brigadas.
Deveriam ser transferidas para Manaus, Belém e outras cidades:
1º. Batalhões de Fuzileiros Navais principalmente com artilharia antiaérea; viaturas anfíbias; BRIGADA DE OPERAÇÕES ESPECIAIS – a mais completa unidade; CLAMA – Grupo de Mergulhadores de Combate – especialistas em operações anfíbias; Batalhão de Operações Ribeirinhas para combate em alagados e pântanos; Engenharia de Combate para construção de obstáculos, explosivos; Batalhão Antonio Dias Cardoso – especialistas em ações rápidas; Corpo de paraquedista; formariam unidades distribuídas em pontos estratégicos para ação de guerrilhas e comando em 20 quilômetros a partir das margens dos rios.
2º. Todas as unidades do país enviariam contingentes e material bélico para treinar com os Batalhões da Selva. Ficariam responsáveis pelas ações de Guerrilhas no interior. O Exército da Selva será localizado em acampamento nas principais cidades, principalmente Manaus e Belém, os recrutas do Nordeste e do Cerrado ficariam acampados nas margens do Rio Amazonas. Os universitários teriam instrução militar mais intensa para formação de Oficiais da Reserva.
A Marinha deslocaria algumas unidades de apoio e de determinadas seria retirado o sistema de defesa antiaérea e afundadas nos canais para impedir a navegação. Será necessário o ataque intenso às unidades de invasão antes da sua reunião – procurar afundar o maior número possível de navios principalmente com tropas; destruir helicópteros e aviões sem pilotos; armar sistema para abater os paraquedista. Estabelecer convênio com a Rússia e a China para fornecimento de material bélico apropriado. Atualmente o Iraque obteve tecnologia que impede as bombas de serem guiadas por satélites.
A China importou tecnologia da Rússia e aperfeiçoou, sendo necessário obter ou produzir todo equipamento para defesa antiaérea.
Atualmente os Estados Unidos evitam usar tropas para não causar baixas, preferem os bombardeios aéreos.
FORMAR EQUIPE TÉCNICA PARA APERFEIÇOAMENTO E CRIAR NOVAS ARMAS; REATIVAR O ARSENAL DE MARINHA DO RIO E OUTROS; ORGANIZAR ABASTECIMENTO BÉLICO E ALIMENTAR.
ESTABELECER PLANO DETALHADO PARA IMPEDIR QUALQUER EXPLORAÇÃO OU USO DAS RIQUEZAS DA AMAZÔNIA.
ÁREA PRENTENDIDA PARA INVASÃO.
A Amazônia corresponde a 1/20 da superfície terrestre e aproximadamente 60% do território brasileiro, possui 1/5 da água doce do planeta e 1/3 das florestas com o maior banco de biodiversidade.
A área para produção agrícola corresponde a 2,5 milhões de Km² ou 8% da área disponível no mundo.
O aproveitamento das várzeas durante a vazão que dura 6 a 8 meses, com área superior a 10 milhões de hectares, apropriadas ao cultivo do milho, feijão, arroz, tubérculos, hortigranjeiros.
Em áreas de terra firme planas e degradadas, a soja está sendo plantada em Tocantins, Pará em 500 mil hectares, no Amazonas 1 milhão de hectares, Roraima 4 milhões.
A mandioca e macaxeira atingem cerca de 5 milhões de toneladas produzidas em 500 mil hectares.
Fruticultura – existe imensa variedade de frutos com sabores diversos: açaí, bacuri, cupuaçu, cubio, bacaba, maracujá, abacaxi, graviola, buriti, biribá, camu-camu, muria, acerola, mangestão, espécies apropriadas para doces, sucos, geléias, compotas, “in natura”.
POTENCIAL ECONÔMICO DA AMAZÔNIA
(Sumário Citação)
A Floresta AMAZÔNICA precisa ser explorada de maneira ecológica, retirando as árvores cujo tronco atingir determinado diâmetro antes que caia e apodreça.
A derrubada permitirá a penetração dos raios solares com desenvolvimento da mesma espécie atrofiada pelo sombreamento. Se for possível no local serão plantadas espécies mais valiosas ou em extinção. Deverá ser exportado o excesso da madeira, a maior parte precisa ser industrializada usando-se as de melhor qualidade para fabricação de móveis para exportação, as de qualidade média serão usadas para casas pré-fabricadas para os assentamentos e formação de agrovilas para os sem-teto e favelados, e o de qualidade inferior para moirões de cerca e carvão. Calcula-se o valor da madeira em mais de 1 trilhão de dólares, cujo valor tende a subir porque estão próximas ao esgotamento as florestas tropicais da Ásia e da África.
Precisamos fazer grandes assentamentos nas áreas desmatadas para instalar imensas plantações de grande variedade de vegetais como:

CURAUA – planta nativa com fibra mais resistente que existe. Substitui a fibra de vidro, tornando as peças usadas na indústria automobilísticas mais leves, mais baratas, reforça plástico, na tecelagem, produz 19 tipos de papéis, associada à fibra de côco e resina da acácia negea produz telha de fibra para substituir o amianto e com resina acrílica forma painéis de carro e piso.

NIM – árvore de cujos frutos se obtêm inseticida e fungicida natural, elimina 417 espécies de pragas e insetos, substitui os inseticidas originários de petróleo de grande poder tóxico, terminará a importação de 2 bilhões de dólares. Com 12 anos produz madeira semelhante ao mogno. Poderá ser exportado para o Mercosul.
PUPUNHA – Produz excelente palmito, a palmeira estará pronta para corte com 1 ano e meio com cultivo adensado de 5.000 palmeiras por hectare em        módulos de 20 a 40 mil hectares.
Formam touceiras com produção contínua e a parte superior do tronco possui hidratos de carbono, que com a celulose poderá servir para produção de álcool combustível.
CELULOSE – o Projeto Celmar (Celulose do Maranhão) produzirá 420.000 toneladas/ano; Projeto Jarí 200.000 mil toneladas; AMCEL (Celulose do Amapá) exportou em 2003 671.000 toneladas de cavacos de madeira. Variedade imensa de vegetais poderão ser explorados: cupuaçú, dendê, café, cacau, pimenta-do-reino, pimenta longa, andiroba, côco, babaçú, pau-rosa, copaíba, guaraná, jaborandi, essências aromáticas, plantas medicinais.
CRIATÓRIOS – existem grandes áreas degradadas de antigos pastos e capoeira que poderão ser usados para criação de bovinos e bubalinos. Existem na Amazônia 34 milhões de bovinos e 963 mil búfalos. Em Rondônia, existem grandes fazendas com a tecnologia mais desenvolvida, até com implante de embriões melhorando a produtividade dos rebanhos.
Há necessidade de instalar matadouros e estimular a fabricação de lacticínios com leite de búfala.
Pequenos animais – cabras e ovinos tem pequenas criações para uso familiar.
Aves – existe produção suficiente para o abastecimento local.
CRIAÇÃO DE PEIXES
A Amazônia com o imenso potencial hídrico com mais de 2.000 espécies de peixes nas águas dos rios, igarapés, áreas inundadas, lagoas, águas salobras do estuário. Poderemos ultrapassar a produção da China de 30 milhões de toneladas/ano, porque temos melhores condições ecológicas. Será conveniente verificar na grande variedade de espécies as que melhores resultados seriam obtidos com a salga ou defumados.
A grande quantidade de nutrientes despejados pelo imenso volume de águas do rio Amazonas, torna a região grande produtora de peixes.
PETRÓLEO
Foram descobertas jazidas nos rios Juruá e do Urucú, com produção de 20.000 barris/dia e potencial de 50 bilhões de m³ de gás natural pretendendo-se instalar pólo petroquímico.
Representam aproximadamente 50% da reserva de gás do país.
A Amazônia é província mineral com imensas jazidas localizadas em várias regiões. com numerosas jazidas de ouro, estanho, ferro, manganês, cobre, níquel, bauxita, caulim, salgema, calcário, gipsita, linhita, zircônio, criolita, chumbo, potássio, fosfato.
Imensas reservas de titânio 92% da reserva mundial. Precisamos resolver situação da exploração da imensa riqueza mineral. A maioria localizada em reservas indígenas que não permitem a sua exploração. É o caso do nióbio, existente na tribo Ianomâmi considerada como “NAÇÃO IANOMÂMI” com Presidente Americano – Vice-alemão – Parlamento – Passaporte com proteção e orientação de pseudo-missionários americanos. Pretendem desmembrar do Brasil sob protetorado americano, a jazida é avaliada em 7 trilhões de dólares, porque é a única existente com 98% da reserva mundial. Será indispensável para construir as usinas atômicas do futuro.
O mesmo acontece com os índios “Cinta Larga” cuja reserva se localiza na região da maior mina de diamantes.
Perdemos 1 bilhão de dólares por ano porque os índios retiram os diamantes e trocam com os contrabandistas por armas, panelas, anzóis etc, não têm comida e remédios, justamente o que mais precisam. As Autoridades deveriam retirar a autorização da permanência dos pseudo-missionários, transferir os índios para reservas onde houvesse comida, assistência medica e as jazidas ocupadas por tropas federais e fiscais alfandegárias para controlar a exploração.
SEGUNDO A CONSTITUIÇÃO, O SUBSOLO PERTENCE AO PAÍS.
TODA A PRODUÇÃO DA AMAZÔNIA SERÁ REFORMULADA E INTENSIFICADA PELO PLANO “DESENVOLVIMENTO DO BRASIL”.
O PREPARO PSICOLÓGICO DA INVASÃO DA AMAZÔNIA É INTENSO E ABRANGE TODA A POPULAÇÃO AMERICANA.
 
É INDISPENSÁVEL À MÁXIMA DIVULGAÇÃO DO TEXTO, INICIA A RESISTÊNCIA BRASILEIRA

O trecho original desta materia foi publicado no Centro de Midia  Independente (CMI) e provavelmente encontra-se em arquivos, porém,  fiz pesquisas ali e não encontrei, sendo assim, republico novamente trechos da materia que transcrevi em outro blog em maio de 2006.

 
Anúncios